No Meio

Ah, que sensação mais estranha!

Não há aquela emoção das coisas novas, nem o sentimento de estar fechando um ciclo.

É assim que me sinto aqui, no MEIO. Me sinto estranha.

Como se logo fosse o fim, mas nem tão distante do começo.

Como se agora fosse o momento de fazer tudo o que preciso fazer, mas faltasse vontade.

Essas coisas que sinto em relação ao tempo…

O modo que ele tem de se transformar a cada momento: corre, desliza, pára, dissolve.

E deixa na gente algumas marcas, sensações…

E agora aqui, no meio, no tempo, sinto essa estranheza.

(Mas sei, logo ele leva isso embora…)

Anúncios

2 comentários em “No Meio

  1. Olívia, é estranho, mas nada acontece por acaso. A vantagem é que tudo passa e pode se renovar. Não podemos modificar o passado, contudo podemos renovar o nosso futuro. Nada nos impede de buscarmos nossa felicidade.

    Beijo

    Manoel

    Curtir

    1. É verdade, acho que sempre estaremos com alguma pontinha desse sentimento de estranheza, porque é o que “dá graça” pra vida no fim das contas, né?! Mas é bom sempre lembrar que nada é por acaso e que a felicidade é possível de ser alcançada sim!!!

      beijo

      Curtir

Comente!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s