Porque se eu não posto na hora, desisto.

Eu não sou assim, ou eu não era assim.
Eu realmente acreditava naquelas coisas, como se realmente importassem.
Mas quem é que faz o que é importante?
Quem faz as regras, o certo e errado?
Não deveria ser decidido por cada um, seguido por cada coração, do jeito que se sente?
Sim, são sempre perguntas.
Eu pergunto demais, quero saber sempre mais.
Quero saber das coisas inexplicáveis, daquilo que ninguém sabe.
Talvez por isso sempre falte algo, sempre essa busca, incessante.
E não é isso, na verdade? O sentido da vida?
Querer saber, querer entender o sentido das coisas que não fazem sentido algum.
Só sei que mudei, mesmo que ainda não aceite, ou sequer tenha certeza.

_

Parece que tudo isso tem me feito bem.
Vejo a beleza agora, nessas coisas tão pequenas.
Nesse lugar que me inspirava medo.
Agora aqui posso sorrir, sem motivo.
Andar por aí como apenas mais um,
sem precisar ser alguém.
Me dar ao luxo do anonimato da multidão,
mas no fundo saber que só eu importo.
E me importar mais comigo sem que isso signifique egoísmo.
Saber que o mundo é enorme, e cheio de gente, e cheio de amor.
Cheio das coisas ruins também, mas pra que lembrar?
Nem que seja fantasia, as coisas parecem mais certas agora.

_

Pessoas como nós simplesmente não podem ser entendidas,
não completamente.
Esses nossos pedaços, de bem e de mal…
Essas coisas que as pessoas normais não entendem.
Conheço poucas dessas pessoas, talvez um ou dois.
Mas são essas que fazem com que as coisas façam algum sentido.
Elas sabem como me sinto, mesmo que não tenham passado pela mesma coisa.
E eu sei ouví-las com o mínimo de julgamento.
Para o resto do mundo somos estranhos.
Para nós, o mundo é que é estranho demais.

Anúncios

2 comentários em “Porque se eu não posto na hora, desisto.

  1. Olívia, muito boa essa sua reflexão. Tudo isso que você escreveu, na minha opinião, é o sentido da vida. É gostoso procurar os inexplicáveis e até não aceitar uma ou outra explicação dos explicáveis.
    Bom mesmo é quando percebemos nossas mudanças e fechamos um raciocínio que mudamos baseado em nossos conhecimentos e não só em teorias já colocadas.
    De uma coisa eu estou certo:
    “Para nós, o mundo é que é estranho demais”. (Talvez por ser de aquário, né?).
    Beijo
    Manoel

    Curtir

    1. Que legal ter alguém que pára pra ler meus textos, refletir sobre eles e comentar! Fico muito feliz mesmo *-*

      É, eu (com o “plus” de ser geminiana) penso muito sempre, não entendo as coisas que são explicadas por muitas vezes não fazerem sentido pra mim, e fico buscando explicações até perceber que elas não existem e tentar ficar bem com isso. Mas no fim acho que todo mundo (ou quem tem tempo e condições de parar pra pensar – porque sim, eu acho que tem gente que viver no automático e não se dá conta de toda a complexidade) tem essas dúvidas, incertezas, ou algo que dá um medinho, mas que na verdade faz a vida ser mais interessante.

      É, o mundo é estranho, mas nós também! hehehehe

      beijo!

      Curtir

Comente!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s