Falhei

É que às vezes a gente para pra pensar, pensa, pensa, mas depois, esquece.

Por isso vim pensar aqui, enquanto escrevo, pra nada me escapar.

Tenho pensado na vida (que clichê!), no sentido das coisas.

A gente está sempre preocupado com as coisas. Com dinheiro, com emprego, em como se sustentar.

Mas será que não damos valor demais a isso, e de menos ao que realmente importa?

E o que realmente importa?

De início penso que são as pessoas, e não as coisas.

Estar perto de quem você ama, viver ao lado de quem te faz bem, aproveitar sua família enquanto ainda pode, pois todos se vão um dia.

Mas… peraí? O mundo não é feito de flores! Como viver toda esta delícia sem se preocupar com o dinheiro e as coisas?

A gente precisa de uma casa pra morar. Uma casa gera contas a pagar. Se um amigo mora longe e você quer visitar, precisa de dinheiro.

Se alguém que você ama adoece? Precisa de dinheiro, dinheiro pra comprar coisas.

Então, chega-se a conclusão nenhuma.

Ou alguma, que na verdade não esclarece nada: a vida não é fácil, nem é tão boa quanto podemos imaginar.

Escrevi querendo chegar a uma solução, buscar dentro de mim uma saída pra me sentir bem, mas falhei.

Falhei pois só encontrei a dura verdade, a realidade que não se alia aos sonhos.

Anúncios

Comente!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s