Pra assistir: Elysium

(Realizando o item 15- Fazer minha primeira resenha de filme para o blog da lista 101 coisas em 1001 dias! No fim eu lembrei que já havia falado do Somos Tão Jovens aqui, mas agora já foi… rsrs!)

Elysium foi um filme bastante esperado, especialmente pelos brasileiros, pois tem em seu elenco Alice Braga e Wagner Moura! Como Alice já fez filmes internacionais antes, acho que a expectativa maior era em relação ao Wagner.

Posso dar a minha humilde opinião de que as expectativas foram alcançadas! Não só em relação aos brasileiros, mas as atuações de Matt Damon e Jodie Foster também foram excelentes.

Particularmente, não sou das maiores fãs desse tipo de filme, de ficção, com muita ação, tiros, robôs e tudo que tem direito. Mas com Elysium foi diferente, eu realmente gostei, tanto que está aqui!

É um filme que nos faz pensar, não só usar o momento de assistir filme como uma diversão. Pra quem ainda não sabe muito do que se trata, dá uma olhadinha no trailer:

“Os privilegiados vivem em Elysium, sem pobreza, sem guerras, sem doenças. O resto de nós, vive na Terra.”

É um filme sobre desigualdade e injustiça social. Sobre essa extrema diferença entre quem tem o poder e o dinheiro e quem não tem. E chego a pensar se toda esta situação não seria realmente possível no futuro: uma Terra devastada, com pessoas se submetendo a situações absurdas pra tentar uma condição melhor, e com uma elite despreocupada com o todo, mas muito atenciosa aos seus próprios interesses. Opa, peraí, um pouco disso já rola hoje em dia, não?!

Mas vamos voltar ao filme…. rsrs!

Gostei muito dessa entrevista, que reforçou muito o que eu já tinha achado do filme e me ajudou a formar uma opinião mais concreta:

E, por fim, reforçarei a frase final do Wagner, que achei muito bacana:

“É importante que um sucesso de público não seja um filme bobo, seja um filme que tenha uma coisa pra falar.”

Enfim, essas foram minhas percepções sobre o filme, e fica aqui a indicação pra quem ainda não assistiu!

E quem já assistiu, me conta o que achou nos comentários, please *-*

Beijão!

Anúncios

9 comentários em “Pra assistir: Elysium

  1. Pois é, eu ainda estou na dúvida se assisto ou não a esse filme. E por quê? Porque meus amigos falaram muito mal desse filme na timeline do FB. Eu sei que não devo me deixar influenciar por opiniões alheias, mas como aqui onde moro cinema é muuuuuito caro, ainda continuo com esse ponto de interrogação enorme. Mas gostei muito sobre o que você escreveu e com certeza me deixou uma boa impressão. Talvez eu arrisque, vamos ver.
    Obrigada pela dica! ;-)
    Beijos.

    Curtir

    1. Vânia, acabamos sendo influenciados em certo ponto por todos os lados. E não existe opinião certa ou errada, então só a sua própria poderá esclarecer as coisas (ou não)… hehehe!
      É uma pena que seja tão caro, senão seria bem mais fácil de resolver a questão… Bom, se vc decidir por assistir me conte o que achou (:
      beijão!

      Curtir

  2. Assisti a esse filme ontem (25/09/2013). Gostei bastante também.

    Gostei das atuações, mas, como gosto da Alice Braga, achei que ela foi sub-aproveitada, pra variar. Sempre acho isso. Torço pra que ela vire uma Juliet Binoche brasileira, com MUITOS filmes como personagem principal.

    Achei que o Wagner se saiu muito bem, o Matt Damon também e a Jodie Foster fica realmente formidável como vilã-executiva.

    A questão da exclusão social mostrada no filme não ficou piegas (eu não achei, pelo menos).

    Enfim, gostei bastante.

    Curtir

    1. É, realmente Alice tem um potencial incrível que podia ter sido melhor aproveitado.
      Concordo com vc em todos os aspectos!
      Obrigada pelo seu comentário e considerações, serão sempre bem vindos por aqui (:

      abraço!

      Curtir

  3. Olívia, em função de preferências eu não assistiria o filme. De cara me vem a impressão de um filme sem um recado para dar e apenas repleto de brigas de “monstrinhos” cibernéticos. Coisa irreal e boba. Seria um joguinho de vídeo game.
    Em função de sua resenha, eu vou assisti-lo. Você fez uma cobertura muito boa e seu comentário mostra que existe uma filosofia no filme. Eu nem havia percebido que o Wagner Moura faz parte do elenco. Ele atua muito bem em todos os filmes que participa (até nas comédias que a gente assiste para comer pipoca e tomar guaraná, rs…rs.).
    Concordo que a situação de classes já ocorre hoje. Me parece que temos mais ou menos 80% da população dependente dos mais abastados.
    Muito bacana esse seu talento para as resenhas. Valeu!
    Beijo,
    Manoel

    Curtir

    1. Olha, de fato há essa parte da reflexão, mas acho que é muito mais do expectador do que do próprio filme. Te digo que o destaque do filme realmente são as “brigas” e a parte cibernética. Mas a trama permite essas reflexões, e outras emoções! Hehehe. De toda forma acho que filme vale a pena assistir, ainda que seja pra não gostar, pois pra não gostar acabamos pensando nos motivos, enfim, já é um exercício.

      Também gosto muito do Wagner. O outro filme que vi com ele no fim de semana é bem bacana, A Busca, nacional. Particularmente gosto muito de filmes nacionais! Exceto uma ou outra comédia que acho muita apelação e pouco conteúdo, mas há bons filmes desse gênero também.

      Fico feliz que tenha gostado, eu estava um pouco insegura de fazer, pois não sou dessas aficionadas por cinema, nem nada do tipo… Mas achei que seria interessante, porque gosto de ver em outros blogs e saber mais sobre os filmes, mesmo porque às vezes o trailer não deixa claro sobre o que se trata e vou achando que é uma coisa e é outra! kkkk

      Beijo!

      Curtir

      1. Olivia, vale a dica sobre o nacional A Busca. Eu também gosto muito dos nacionais. Não gosto dos exageradamente apelativos que graças a Deus estão diminuindo e dando lugar a produções mais sérias.
        Eu gostei do modo que você comentou o filme porque fala o que você sentiu, não faz propaganda comercial forçada e tudo fica mais fácil.
        Também vou acatar sua recomendação (achei super legal!). Assistir ao filme mesmo que não goste e entender o porque do não gostar. É um modo bem racional de formar a opinião e não procurar assistir só Best Sellers. Não podemos ficar bitolados, não é?
        Pois é: Vivendo e aprendendo com a amiga Olívia, rs.
        Valeu!
        Beijo,
        Manoel

        Curtir

Comente!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s