Pra ouvir: Almir Sater

Acho que nunca contei aqui no blog, mas tenho um imenso carinho pelas antigas “modas de viola”, que conheci através do meu avô, ouvindo as fitas cassete na caminhonete dele, episódios que marcaram a minha infância, com lembranças de aquecer o coração.

Hoje resolvi homenagear Almir Sater, que neste dia 14 de novembro completa mais um ano de vida!

Não sei caracterizar exatamente o estilo musical dele, mas de acordo com o Wikipédia: “Seu estilo caracteriza-se pelo experimentalismo e sua música é classificada como regional. Agrega uma sonoridade tipicamente caipira da viola de 10 cordas e também com influências das culturas fronteiriças do seu estado, como a música paraguaia e andina. E o resultado é único: ao mesmo tempo reflete traços populares e eruditos, despertando atenção de públicos diversos.”

Creio que sua música mais conhecida seja Tocando em Frente:

Almir se tornou ainda mais notável na minha trilha sonora da vida quando fui morar no Mato Grosso do Sul, quando eu tinha uns 7 anos. Morei em Maracajú, cidade citada por ele nessa bela música:

E ele fez parte também do meu Trabalho de Conclusão de Curso (o temido TCC!), citei esse trecho na minha epígrafe: “Nada é mais real que aprender maneira simples de viver, tudo é tão normal se a gente não se cansa de aprender.” Eis a música:

Ficou bem difícil escolher uma música pra finalizar o post, gosto de tantas! Mas escolhi Horizontes, que tem uma letra maravilhosa!

Acender a luz, iluminar
Vem chegando a hora
De tudo enfim se clarear
Na lida dos dias meus
Que só querem ver o vento e viajar
Voar, voar no som
Porque será que o pensamento
Esse eterno viajante
Nos carrega a todo instante?
Sempre a procurar
Horizontes

Com as canções eu vi a vida
Um violeiro sempre vê
Nos versos amigos meus
Navegantes indomáveis dessa paixão
Cortar o ar, caçar o tom
Deixar a mão guiar meus sonhos
Nas terras do sentimento
Como faz um viajante
Sempre a procurar
Horizontes

Beijos!

Anúncios

6 comentários em “Pra ouvir: Almir Sater

  1. `Olívia, gostei muito da homenagem ao Almir. Acho que não tem quem não goste das músicas dele. Eu gosto muito da Tocando em Frente que ele fez em parceria com o Renatinho Teixeira que é amigo nosso aqui de Taubaté. O Renatinho nasceu em Santos, mas cresceu aqui conosco.
    Adorei a postagem. Valeu o seu bom gosto.
    Um beijo,
    Manoel

    Curtir

    1. Nossa, que legal! Não sabia que o Renato era das bandas de SP… Eles fazem uma parceira ótima, sempre!

      Obrigada!
      Beijo

      Curtir

Comente!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s