Do que se foi…

Eu sinto falta do que éramos antes. Não apenas do que éramos, mas daquele tempo, em que tudo era diferente. Os amigos poderiam ser um bando de desajuizados, mas estavam sempre por perto. Fizesse chuva ou sol, estávamos prontos pra nos divertir, mesmo que com qualquer besteira. Banhos de chuva, sinuca no bar, filme com pipoca. Era tudo tão simples. Mas crescemos e as diferenças se acentuaram, as vidas tomaram outros rumos, sobraram poucos laços, talvez os mais fortes, que não foram vencidos pela distância ou pelo próprio desinteresse. Prefiro pensar que pela distância. Sempre tentei manter o interesse, ao menos. Mesmo que muitas vezes não fosse correspondida. Mas chegou uma hora que eu também cansei, e o abismo foi se abrindo, ficando maior. Hoje são apenas felicitações de aniversário nas redes sociais. Talvez apenas porque elas mesmas nos lembram da data.

Anúncios

6 comentários em “Do que se foi…

  1. É a mais pura realidade. Pessoas vêm e vão… é o ciclo da vida.
    Mas felizmente nessa minha última viagem ao Brasil foi graças as redes sociais é que pude reencontrar minhas amigas de 19 anos anos atrás (tô ficando velhinha). E estamos tão felizes e unidas pelas redes sociais que agora nos falamos todos os dias… mesmo eu estando do outro lado do oceano.
    Beijos.

    Curtir

    1. Vânia, acho que neste sentido as redes sociais tem sido uma ferramenta incrível! Antes era bem mais difícil manter contato… e hoje podemos conversar o dia todo com pessoas que estão distantes, e isso é maravilhoso!

      Veja só, o blog por exemplo, sem ele eu não teria conhecido vc, que está do outro lado do oceano… hehehe!

      Beijo

      Curtir

  2. Olívia, você tem razão. É uma pena mesmo. Até não dá para entender muito a dispersão tendo em vista que com as redes sociais torna-se mais fácil encontrar os amigos “sumidos”. Enfim… é uma realidade.
    Beijo,
    Manoel

    Curtir

    1. Pois é… hoje em dia são tantas facilidades… Acho que no fim das contas a dispersão acaba nos mostrando a importância dos que ficam, esses que a gente sabe que poderá contar sempre!
      Realidades…

      Beijo!

      Curtir

  3. Bonito texto, moça! Mas isso tudo é tão triste. Tãããão triste. :/
    Eu, com meus quase 20 anos, já descobri que as coisas passam, pessoas também e que as coisas simplesmente… vão. E as vezes não há nada que se possa fazer. :/

    Curtir

    1. É triste mesmo, mas são coisas da vida que não podemos evitar…
      Coisas, pessoas, períodos se vão… Mas ao menos deixam algumas boas lembranças e com certeza a experiência que precisamos para seguir em frente!
      (essa parte é menos triste, mas não caberia no texto… hehehe!)

      beijo moça!

      Curtir

Comente!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s