Serei suficiente um dia?

Ao mesmo tempo em que me tem sido jogado na cara o sucesso alheio, fruto da determinação e força que pareço não ter, me surgem incentivos para aceitar-me como sou, para que eu veja os meus próprios méritos e não me condene por meu erros, pois todos erram também. Mas eu sempre acabo esperando por aprovação, e de quem mais espero, parece que ela não vem. Vem uma admiração aos outros, esses que tanto batalham e alcançam, e não pra mim, que teria conseguido tudo tão facilmente. Mas só eu sei que não foi fácil. Só eu sei, e ainda assim não uso isso para ignorar essa sensação de que fiz tão pouco, sou tão pouco. Vejo que tenho coragem para tantas coisas, e há até quem me admire por isso, mas para outras me falta tanto… Falta coragem para dizer pra quem mais precisa ouvir. Falta coragem para enfrentar estas que são minhas maiores travas. Sobra um sentimento preso no peito, que às vezes transborda em lágrimas, que sempre tento esconder pra não ter que explicar. Lágrimas que eu facilmente mostraria para alguns, os que realmente sabem o quanto isso é forte pra mim. Mas lágrimas que tento esconder dos que me causam essa dor, ainda que façam isso em atos cotidianos despretensiosos. Esperar. É isso que tenho feito, sem saber se haverá o tal melhor momento para agir, para alcançar, para mudar, para falar. Penso se existirá um momento melhor. Penso que no momento presente não me sinto preparada. Penso demais e quanto mais penso, menos concluo. E quanto menos concluo mais espero que chegue o dia em que eu possa concluir alguma coisa. E a coisa não tem fim, e não tem fim a coisa. Mas esse texto precisa acabar.

Anúncios

14 comentários em “Serei suficiente um dia?

  1. Olivia que texto mais lindo, profundo e reflexivo. Mas a vida é assim mesmo, um dia estamos nas alturas e em outros estamos escondidos nas profundezas de nossos pensamentos. Momentos em que duvidamos de nossa capacidade e outros que somos os donos do pedaço. Uma coisa coisa é certa, tudo nessa vida acontece na hora certa, mesmo que nem sempre a gente consiga entender os sinais.

    Curtir

    1. É Vânia, tento pensar nisso e seguir em frente. Pensar que são momentos que por mais dolorosos são necessários para nos ensinar alguma coisa.
      E olha, com certeza com esse eu aprendi que às vezes precisamos colocar pra fora, no meu caso escrever foi uma ótima forma, ainda mais que isso me trouxe tantos comentários especiais de vcs que me acompanham por aqui. Isso realmente me fez muito bem!

      Curtir

  2. Adorei o texto Olivia, e me identifico muito! Acho que muitos de nós são assim, só que tentam esconder. Eu sempre fui meio “medrosa”. Ultimamente tenho arrumado alguma coragem, alguma força, mas ainda sim é algo difícil, que não vem naturalmente. Ainda tem tantas coisas que gostaria de ter coragem para fazer, mas que parecem tão longe. Mas as vezes acho que sou apressada demais, que a hora pra essas coisas vai chegar, me lembro de quando eu era criança e tinha uma ansiedade enorme por me tornar adulta, e agora que sou adulta tenho saudades de ser criança. :/
    Beijo

    Curtir

    1. Lais, pelo jeito essa sensação está bem mais presente nas vidas das pessoas do que eu imaginava. Não é uma angústia só minha… No fim cada um de nós acaba fazendo com isso algo diferente, uns esperam, outros agem com mais impulso, às vezes conseguimos tirar coragem pra certas coisas e outras não… A verdade é que não tem receita pronta e nem forma de evitar algumas coisas pelas quais temos que passar.
      E acho que essa de crianças e adultos nunca vai mudar!

      Obrigada pelo comentário, beijo!

      Curtir

  3. De vez em quando também me incomodo em não ver quem eu queria reconhecendo e dando valor ao meu trabalho. Tem o blábláblá todo de que nós mesmos, mais que ninguém, devemos fazê-lo, mas a verdade é que não dá para esconder esse anseio o tempo inteiro.
    Posso parecer incompreensiva agora, mas não sou muito adepta a esperar. Porém, contudo, entretanto, entendo que nessas horas é o que a gente faz pra ver se as coisas melhoram. E meio que me contradizendo, espero que no meio disso tudo você consiga enxergar um novo rumo. ;)

    Curtir

  4. Olha, vou ser bem sincera e isso é fácil pela internet, haha. Me identifiquei bastante com o texto porque to passando por uma fase muito complicada. Escolhi um caminho profissional meio porque foi o mais fácil e agora queria muito, muito desistir, mas não posso porque entraram em jogo outras questões. Na verdade faço mestrado, mas vi que não era isso que eu queria. O problema é que por causa dele eu consegui meu emprego. Então, é tudo muito delicado. Pensei em desistir muitas vezes, mas agora fiz planos pro futuro e estou presa nessa situação. Então também to nessa de esperar. Vai ser bem difícil, mas qualquer coisa que eu fizer agora vai atrapalhar tudo o que planejei, então… Estou sem opções pelo menos por enquanto ;/

    Curtir

    1. Carol, pelo menos sabemos que não somos as únicas e nem somos poucas as que passamos por isso.
      Situações, pessoas, circunstâncias as vezes nos levam pra caminhos que a gente nem escolheu, e de repente nos damos conta de que estamos no meio dele. E do meio, parece mais fácil ir até o fim do que voltar pra trás. Acho que é isso que vc decidiu, pelo que entendi, e acredito que é mesmo o melhor a se fazer. E por mais que a decisão seja de não fazer nada, de esperar, é uma decisão, e podemos nos orgulhar de tomá-la! Claro que ficaremos desanimadas, preocupadas e ansiosas, mas disso não dá pra fugir. Tive ao menos pessoas por aqui me entendendo e me ajudando a passar por isso, e espero que de alguma forma vc sinta isso também, e que possamos nos fortalecer com essas palavras pra seguir em frente independente do futuro que iremos encontrar!

      E sinceridade aqui é muito bem vinda! Venha sempre com ela (:

      Beijo!

      Curtir

  5. Olívia, amiga querida. Você já é suficiente. Nem sempre a gente consegue o que os outros esperam da gente, mas isso não importa. Importa o que a gente espera da gente mesmo. E a gente se parabenizar porque superou um monte de coisas e conseguiu tais e tais objetivos. O que fatalmente desanima a gente é esperar que os outros batam palmas para a gente. No geral isso acontece quando rola um interesse atrás do acontecimento. Palmas sinceras você consegue dos seus mais próximos que muitas vezes criticam a gente por amor. Temos que tomar cuidado com quem nos elogia muito e até a gente não acredita naquilo.
    Você se entristece com facilidade porque planeja bastante as suas ações e nem sempre saem conforme o nosso cronograma. Se isso ocorre ( e ocorre com todo o mundo), vá ajustando os planos, aprendendo com os “furos” do projeto e seja feliz. Não seja indelicada com os outros, mas não permita que entrem muito na sua vida. Cada um tem seu modo de se resolver e se conselho fosse bom custaria muito caro, não é?
    Adoro sua criatividade. Continue assim.
    Um beijo,
    Manoel

    Curtir

    1. Olha, seu conselho e palavras foram muito bons e gratuitos! Por favor, não comece a cobrar!!! rsrs

      Realmente é algo que preciso trabalhar, e mesmo já tendo consciência continua sendo difícil. Mas é muito bacana a colaboração de vcs, os comentários, que me fazem sentir que tudo isso no fundo é normal e que todos temos dificuldades, qualidades, erramos e acertamos.

      Beijo grande!

      Curtir

    1. Ludi, bom ou ruim, ainda me sinto bem em saber que minhas questões não são só minhas, e que outras pessoas entendem!

      Muito obrigada pelas palavras (:
      Beijão!

      Curtir

    1. Mariel, acho que é nesse tempo que estou, o de não fazer nada, pra evitar maiores estragos… Mas não é fácil esperar.

      Obrigada pelas palavras!
      Abraço

      Curtir

Comente!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s