Dicotomia

Muitas vezes uma força quase que divina me toma, e me leva a lutar, me erguer, batalhar, não desistir do que desejo. Mas às vezes a força exatamente oposta me invade, me leva pra baixo, cada vez mais longe da luz, onde só há medo, desespero, culpa, angústia, sensação de que não posso escapar disso. Mente e corpo entram em colapso, nenhum deles é capaz de reerguer o outro, e nenhuma motivação externa parece suficiente. Estas são distantes ou, mesmo estando próximas, estão separadas de mim por uma fina camada de vidro que não me sinto capaz de quebrar. E sonho com a volta daquela força de esperança, que parece ter me abandonado, mas que no fundo me culpo por achar que fui eu mesma que a abandonei mesmo sabendo que era o melhor pra mim.

Anúncios

3 comentários em “Dicotomia

Comente!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s