Sobre foto preto e branco, câncer, julgamentos e fazer o bem

 

Mulheres, Céu, Harmonia, Paz, Mar, Praia

Fazer o bem não pode ser uma imposição. Sei que desejamos um mundo melhor, que achamos que todos deveriam fazer as coisas de forma mais “efetiva”, mas não adianta, é desperdício de energia. Pressionar os outros para que tenham certas posturas me parece bem menos efetivo do que pressionar a si mesmo e fazer acontecer. Acha mais efetivo outras ações do que colocar uma foto em preto e branco no Facebook? Faça você as ações que estão ao seu alcance. Mas deixe em paz as pessoas que só vão colocar a foto mesmo. Afinal, alguém que coloca a foto pode também tomar outras providências. E você que está apontando dedos pode muito bem estar aí a toa no Facebook não fazendo absolutamente nada pra ajudar na luta contra o câncer. Enfim, acho chata essa distribuição de julgamentos toda vez. E é julgamento pra todos os lados, sempre. Inclusive nesse texto estou julgando também, mesmo que na tentativa de amenizar as coisas.

Bem, minha sugestão: Vamos olhar mais pra dentro, pra nós mesmos. Vamos fazer o bem sem precisar gritar pro mundo esperando algo em troca. Vamos fazer o que estiver ao nosso alcance sem nos culpar quando não é suficiente pros outros. Vamos tentar espalhar informação e ajuda sem pressão. Vamos seguir nossos ideais sem querer impor que os outros sigam também. Vamos fazer mais sugestões e menos críticas. Vamos fazer o nosso mundo melhor para depois, juntos, fazermos um mundo melhor para todos.

Comece por si mesmo: com certeza sendo melhor em sua essência, você vai fazer o bem pra quem está ao seu redor e vai contribuir aumentando a corrente da paz e do amor.

(Pra quem não entendeu do que se trata: está rolando uma corrente/desafio no Facebook para que as mulheres coloquem fotos em preto e branco como uma forma de participar da campanha de combate ao câncer. Tem gente participando. Tem gente criticando quem está participando. Tem gente que participa de outras ações relacionadas ao tema. Tem gente que só posta no Facebook mesmo. E tem essa blogueira que vos fala, sugerindo que fiquemos mais tranquilos com nossas próprias consciências e com aqueles que estão ao nosso redor.)

Anúncios

11 comentários em “Sobre foto preto e branco, câncer, julgamentos e fazer o bem

  1. O interessante desse caso todo foi a mobilização por traz da campanha. Tem muitos que achavam “zueira” quando o desafio do balde de gelo surgiu, dizendo que era algo desimportante e que não gerariam doações e coisas do gênero. Reclamaram tanto, mas o fato é que a campanha mobilizou o mundo inteiro e arrecadou mais de 220 milhões de reais para pesquisas a respeito de esclerose lateral amiotrófica.
    Todas as pessoas desafiadas a postarem a tal foto em preto e branco também foram avisadas da questão da conscientização para o combate ao câncer. Mesmo que não doem sangue, dinheiro, cabelos ou algo do gênero, o assunto vai ir de boca em boca e de compartilhamento em compartilhamento, até atingir alguém que faça algo. Eu por exemplo não posso doar sangue, mas se eu pudesse, já teria ido e feito a minha parte. Tem muitas pessoas que veem e mobilizam vizinhos, ou simplesmente deixam o fato de doar como ideia futura. É para isso que as campanhas estão aí, para fazerem pensar. Atitudes, como sempre na vida, é cada um por si que tem… E isso, minha cara Olívia, depende de muitas outras coisas também.
    Adorei seu questionamento!
    Beijão!

    Curtir

    1. Muito bem lembrado o exemplo do desafio do balde de gelo! Também acho que todo o tipo de contribuição é válida, seja através de uma foto ou de uma doação. O chato é essa onda de reclamações sobre tudo… Mas no fundo também pode se tornar algo positivo pois coloca a questão em pauta, não é mesmo?
      Adorei sua contribuição para o assunto!
      Beijos!

      Curtir

  2. Concordo! Acho muito triste essa “onda” que está por ai, depois da popularização das redes sociais, que é a mania de nos compararmos uns com os outros, e julgar o outro como certo/errado, melhor/pior… Seria bom cada um cuidar de suas próprias vidas e entender que as redes sociais são apenas virtuais, nada daquilo é vida real, né?
    Amei!
    Xeroooo

    Curtir

  3. Não poderia concordar mais… Cada um faz o que pode, ou pelo menos deveria!
    Mas é mais fácil apontar para o outro do que levantar da cadeira e fazer algo de fato… Estamos sempre julgando e criticando e isso é algo normal e natural, no entanto nossas ações não podem se resumir somente a isso!

    Curtir

    1. Com certeza Isa! Não conseguimos nos livrar dessa parte dos julgamentos, mas podemos tentar minimizar e transformar isso tudo em diálogo, reflexão e ações positivas da nossa parte.

      Curtir

Comente!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s