Ninguém precisa agradar todo mundo

A imagem pode conter: texto
Fonte: Página Positividade no Facebook

Uma das coisas mais importantes que tomei conhecimento através do processo de terapia foi a questão da necessidade de aprovação – e o fato dela ser realmente desnecessária. Entendi que eu não preciso agradar a todos, e vim dizer que você também não precisa agradar todo mundo (até porque todo mundo é muita gente, né?).

É completamente normal que tenhamos pessoas que não vão muito com a nossa cara, do mesmo jeito que temos aquelas que já sabemos que “o santo não bate”. E é comum também que amigos ou colegas que foram importantes em certos momentos de nossas vidas não permaneçam nela para sempre. E sim, está tudo bem.

Pode parecer algo óbvio para alguns, mas vou contar que pra mim não era. Eu tinha (talvez tenha ainda) certa dificuldade em aceitar que pessoas pudessem não gostar de mim do jeito que eu sou. Ou mesmo não gostar de certas coisas em mim.

Mas vamos pensar bem: se a gente for mudar para agradar alguém não será uma mudança constante e no fundo sempre vamos desagradar alguma outra pessoa? Vamos pensar num exemplo bem simples: suas amigas adoram quando você se joga na balada com elas, já seus pais ficam preocupados quando você faz isso e não gostam. Simplesmente você não vai conseguir agradar todo mundo.

Logo, o que faz mais sentido está bem aí, aí mesmo, na frente de espelho: VOCÊ.

Nossas escolhas devem buscar agradar a nós mesmos. Se consequentemente agradar a outros, ótimo. Mas não vamos nos prender a isso de uma forma que nos faz mal. Não vamos deixar que expectativas alheias definam o rumo de nossas vidas. E não vamos deixar que a nossa própria mente jogue contra a gente, como quando pensamos “ah, acho que se eu fizer assim, ou me tornar assim, fulano ficará mais feliz e orgulhoso de mim”. Não. Simplesmente não.

Mil motivos nos fazem ter esse tipo de pensamento. Parece natural querer agradar, se sentir aceito, amado. Mas não é natural quando isso te preocupa ao ponto de você parar de prestar atenção em si mesmo e focar apenas em ser alguém que o outro espera.

Vamos focar em nossos reais desejos, necessidades e sentimentos. É claro que não vamos deixar de pensar em quem amamos, e é claro que a ideia não é se tornar arrogante ao ponto de só pensar em si mesmo, mas sim priorizar nosso bem-estar, nossa saúde emocional e buscar um ponto de equilíbrio.

 

Anúncios

7 comentários em “Ninguém precisa agradar todo mundo

  1. Meu Deus, como esse texto se aplica totalmente na minha vida! Sempre senti essa necessidade de aprovação, de ser aceita por todos, mesmo por pessoas que não significavam nada na minha vida… E isso sempre foi péssimo pra mim, porque meu jeito é diferente do das pessoas com quem convivo, então, sempre fui “a estranha”.
    Mas hoje, aprendi a me amar do jeito que sou, e a perceber minhas qualidades e me valorizar. Desse jeito, as pessoas que realmente me amam irão se aproximar naturalmente!
    Adorei seu texto!
    Xero Olívia!

    Curtir

    1. Fico tão feliz quando as pessoas se identificam! Sinto que minhas questões não são só minhas e que não estou sozinha. Fico mais feliz ainda quando as pessoas também deram a volta por cima encontrando formas de ficar bem consigo mesmas.
      Obrigada!!! Beijão!

      Curtido por 1 pessoa

  2. Muito importante isso que Vc diz: o compromisso maior de cada um é consigo mesmo, com a própria consciência e verdade. E isso não é egoísmo, pois tomar consciência de si mesmo em profundidade e além das crenças e opiniões, traz sempre a felicidade simplesmente por SER. É preciso não se ligar muito ao sentimento antecipado pelo que pode acontecer lá fora, aos resultados das nossas ações, se serão aprovadas ou não pelos outros. A intenção positiva de fazer o melhor possível já é o suficiente. Os resultados não dependem exclusivamente de nós, mas das circunstâncias e de outras interpretações além do nosso controle.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Você tocou em um ponto importante, a escolha. A escolha é o ato de consciente da perda. Perdemos algo ao escolher. No fundo, queremos a aprovação do que somos e também das escolhas que fazemos. Aí sim é muita gente.

    Curtir

Comente!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s