blog

2018

O ano novo ainda não começou aqui no blog, mas na minha vida sim.

Muita coisa já rolou, apesar de eu estar de férias e não ter executado a primeira meta das metas que é: organizar as metas. Na verdade não tenho uma lista de metas a cumprir, repleta de tudo o que eu PRE-CI-SO fazer nesse ano, mas eu quero começar o ano mais organizada, conseguir visualizar minha rotina, meus horários, pra desfrutar do tempo da melhor maneira possível.

E, como vocês tem visto, o blog já não é uma das minhas prioridades, e tem ficado um tantinho de lado. Ainda não tenho algo estabelecido sobre o que fazer com esse cantinho tão especial, mas sei o que não fazer: acabar com ele. Sim, isso quer dizer que o blog continua. Ainda não sei como, mas está bem aqui.

Não vou fazer promessas de postar mais esse ano, de finalizar projetos ou começar novos por aqui. Eu realmente tenho sentido necessidade de seguir os meus momentos, e às vezes eu só não tô na vibe de criar posts pra cá.

Pra falar a verdade eu até tô escrevendo umas coisas, mas que ainda não tenho a segurança de que preciso pra tornar público (considerando que esse blog é público e acessado por amigos, familiares e qualquer pessoas que queira).

Então é isso: tudo certo e nada resolvido.

Pode dar START em 2018 aí, porque as questões já estão fervilhando e são elas que movem esse querido blog que não recebe esse nome à toa.

Anúncios

Encontrando a amiga virtual pessoalmente

Não sei vocês que estão por aí nessa blogosfera, mas eu conheci algumas pessoas super bacanas por aqui, com quem estreitei relações e passei a conversar em redes sociais e tudo mais. Com algumas até troquei cartinhas!

A Ana Carolina (Nika!), foi uma das primeiras pessoas que conheci melhor por aqui, agora ela nem está mais publicando no blog, mas continuamos conversando. Como ela é de Curitiba e eu andava mudando sempre de cidade (mas não fui pras bandas de lá) era bem difícil da gente promover um encontro pessoalmente. Até que esse ano ela avisou que iria pra SP em um evento e eu já estava programando passar uns dias na capital já que estava de férias. E ~tchrãm~ rolou nosso encontro!

Infelizmente foi mega rápido, só deu pra gente jantar juntas e conversar um pouco, mas já valeu super, pois pude confirmar que ela é mesmo o amor de pessoa que parecia nas redes! Foi como reencontrar uma amiga da vida real, sabe? Afinal a gente acaba acompanhando um tanto da vida da pessoa pelas redes e se sente pertinho. Também conheci duas amigas da Ana e foi bem divertido!

Ana, agradeço pela amizade, pelo esforcinho pra podermos estar juntas pelo menos um pouquinho e por ser essa querida! Que possamos ter outros encontros (e com mais tempo!) em breve. Vou achar um lugar bem legal pra deixar seu presente e lembrar sempre de você!

 

 

TAG: Versatile Blogger Award

Quem me indicou pra essa tag foi a queridíssima Vera, do Extraordinariando! Vocês já viram esses nomes aqui algumas vezes porque essa pessoa e esse blog são amorzinho demais ♥

Essa tag tem uma proposta muito bacana que é de incentivar a união entre blogueiros e aproximar blogueiros e leitores! Acho super válido e por isso agradeço muito a Verinha pela indicação (inclusive vale ir lá conferir os outros blogs indicados por ela que são incríveis!).

  • Regras:
    – Agradecer e mencionar o blog da pessoa que lhe indicou o prêmio
    – Selecionar 15 blogs pra também receberem o prêmio
    – Contar pra quem te indicou 7 coisas sobre si

Bom, vocês já sabem que eu sempre quebro as regras e dessa vez não será diferente: ao invés de indicar os blogs, deixarei o convite em aberto para quem quiser participar! Não esqueça de me avisar se for participar pra eu conferir no seu blog :)

7 coisas sobre mim:

1) Eu só uso esmalte em ocasiões especiais

2) Já morei em (pelo menos) 10 cidades diferentes

3) Fiz minha primeira (e única!) tatuagem com 26 anos

4) Odeio pimentão

5) Tenho livros de colorir praticamente intactos

6) Acabei de criar uma página pra divulgar minhas Mandalas → aqui ó

7) Nunca tive um desejo que é bem comum entre as pessoas: morar fora do Brasil

 

Se quiserem também podem me contar 7 coisas nos comentários, que tal?

Beijos!

Passamos de 1.000 seguidores!

1000

Gente, num tô acreditando nesses números: na contagem do blog já são 1.097 seguidores do Eis a Questão! Mais de 1.000 pessoinhas que clicaram em Seguir para ficar por dentro de tudo o que eu coloco aqui. Muito obrigada meeeeesmo a cada um de vocês. Sei que números não representam muita coisa, e não querem dizer que todas essas pessoas realmente visitam o blog e leem meu conteúdo, mas é bem legal observar esse crescimento numérico, sabe? Já são tantos anos de blog, períodos em que me dediquei mais e me dediquei menos, mas em todos eles sempre tive bons amigos por aqui, amigos virtuais que também têm seus blogs, amigos reais que às vezes aparecem pra espiar o que ando fazendo… Enfim, pessoas que caminham comigo e que quero aproveitar a oportunidade pra destinar minha mais sincera GRATIDÃO.

Vou aproveitar a deixa e dizer que a página do blog no Facebook ainda está engatinhando em números, ou seja, tem bem menos gente acompanhando o blog por lá. Vamos mudar isso? Convido todos a curtirem a página pra ficarem sempre atualizados sobre os posts e pra saber em primeira mão quando eu enfim realizar o primeiro sorteio do blog (que estou enrolando faz um tempão, mas uma hora vai rolar!).

>> Clique aqui pra curtir a página do Eis a Questão no Facebook <<

Também penso em começar a alimentar a página com mais frequência e com outros conteúdos além dos posts do blog, o que vocês acham? Deixem suas ideias nos comentários que vou adorar saber!

Beijos!

 

Oi, tudo bem?
Tire os olhos dessa foto cheia de maquiagem que está no meu perfil e olha um pouquinho para as minhas palavras, puxe um pouco a minha orelha, acho que estou perdida.
Será que você, assim como eu, sente um nó na garganta sempre que começa a ouvir os planos da um adolescente de 14 ou 15 anos? Você também chora quando lembra que não planejou nada e não faz ideia de como vai começar aquilo que, segundo a visão do mercado, já era para estar concluído ha pelo menos uns 06 anos?
Você vê seus amigos casando, comprando casa, pensando em enxoval, viagem de lua de mel, casamento, filhos, Brastemp e Tramontina e se acha muito nova para isso, mas ao mesmo tempo se acha muito velha quando te perguntam se você já tem formação? Que negócio é esse de formação? Será que é só esse pedaço de papel que me deram após quatro anos de ônibus lotado, 10 quilos a menos, 03 amigos de tantos que me juraram amor eterno naquelas fotos com roupa de gala e um espaço para marcar um (x) comprovando que agora tenho um “ensino superior completo”?
Três anos se passaram, das experiências que tive nenhuma serve como verdadeira experiência que me garanta um “futuro”. Gente, o que é futuro? É esse excesso de imediatismo que me tira o ar, leva meu sono e me vicia em florais? Nem sei ao menos se lembrei daquela aula do ensino médio que me ensinava a ser coerente e obedecer a coesão e outras coisinhas que toda redação tem que ter enquanto imploro pela sua atenção em uma rede social lotada de superficialidades da qual faço 100% parte.
Desaprendi a medir o tempo e acho que ter ~só~ ou ~já~ 24 anos faz de mim alguém que não sabe em que grupo se encaixa; dos que se pode ter orgulho porque não fez nada tenebroso demais ou dos que se pode nem lembrar o nome porque não ganha mais de 10 mil e tem sobrenome SILVA (descarta). Sou utópica, quase uma desesperada, que as vezes tem total certeza do que ama nessa vida e outras não faz ideia de como foi cair nesse negócio que mais parece um manual de instruções que todo mundo parece já ter achado uma maneira de utilizá-lo, menos eu, é claro. Será que para me descrever devo usar uma lista de pós graduações, mestrados, doutorados, prêmios de melhor qualquer coisa e viagens ao exterior ou devo deixar que me conheçam fazendo um intercâmbio dentro de mim? Acreditem, estou ficando claustrofóbica com vocês e essa pressão toda para ser ALGUÉM. Senta aqui pertinho, será que você realmente consegue me dizer quem é você? Estou aqui torcendo para que sim, mas não te culpo se você ainda não conseguir se desprender desse monte de rótulos diagramados bem antes de você ter um nome. Estou aqui só pra dizer que não quero que seu eu se perca nesse monte de obrigações e que você não está sozinho. Eu também não tenho planos, tenho sonhos.

Atenciosamente,
A moça por trás desse nome esquisito: Névelyn SILVA

nevelynparablog