Oficina de Aquarela

Nesse fim de semana participei de uma oficina de aquarela no Sesc Thermas, aqui em Presidente Prudente. Foram duas manhãs com o ilustrador Nestor Jr. aprendendo algumas técnicas bem interessantes!

Eu tenho contato com aquarela já faz um tempo, mas sempre foi uma coisa de brincar com as cores e formas, sem compromisso. Em geral eu fazia desenhos abstratos e, claro, mandalas.

Mas essa oficina foi uma oportunidade de aprender um pouco mais algumas formas de “controlar” a tinta. Na aquarela isso é bem difícil, pois em geral tudo se espalha rapidamente. Mas vi que é possível fazer algumas coisas saírem como queremos – ou quase… rsrs!

Acho que o que mais gostei de aprender foi a parte do degradê. Fizemos alguns exercícios e no fim acho que consegui pegar o jeito!

aquarela3
Degradê 
aquarela4
Degradê em esferas

Outra coisa que achei bem legal foi fazer detalhes com água sobre a tinta e depois remover com papel toalha, deixando assim umas marquinhas bacanas.

aquarela1
Os “passarinhos” fiz usando remoção com água, e as ondas com tinta e pincel fininho.

Tivemos também um exercício que pra mim foi o mais difícil: desenhar um “objeto”. Na verdade eram folhas, flores e galhos que deveríamos tentar reproduzir. Logo de cara já fiquei preocupada com a proposta, pois não é algo que costumo fazer e não me sinto a vontade… Mas como estava lá pra me divertir, botei a mão na massa no pincel. Primeiro fizemos da forma que veio na cabeça e depois contamos com algumas dicas do Nestor. Eis o meu resultado:

collagefolhas
Na esquerda, o primeiro desenho, sem dicas; na direita o segundo, com dicas.

Olha, apesar de não ter ficado “uau, que lindo”, achei que melhorou bastante do primeiro pro segundo. No fim foi um exercício não só relacionado ao desenho, mas a um entendimento de mim mesma, pois pude observar esse apego que muitas vezes temos de fazer a coisa “correta”, “perfeita”, “do jeito que tem que ser” e a dificuldade de se deixar levar um pouco, de trabalhar de forma mais leve, sem tanta cobrança.

Bom, não é com uma oficina que vou simplesmente ficar “craque” – seja na aquarela, seja nas coisas da vida – mas foi bem interessante e o aprendizado é sempre válido!

Beijos!

oliviaparablog

Anúncios

DICA: Passeios em São Paulo #2

Continuando o post anterior…

Gente, esse é o segundo post de dicas de passeios em São Paulo, o primeiro foi esse aqui, e estou contando um pouco mais sobre a minha viagem e deixando algumas sugestões :)

Quinto dia (quarta)

Na quarta já me programei pra acordar bem cedo e ir até a Praça Roosevelt para uma prática de Tai Chi Pai Lin, com a querida Lenny Blue. Ela escreve uma coluna sobre o tema no jornal Centro em Foco e aqui você pode acessar a última coluna dela e checar os horários das práticas! Foi muito bom e me deu energia pra passear o dia todo :)

Depois foi passeio pelo centro, almoço no Shopping Light e visita ao Edifício Martinelli!

De cima do prédio é possível apreciar uma bela vista de SP, e o que achei mais bacana é que não tem limite de tempo para ficar no terraço e é possível circular livremente. Além disso, o espaço é amplo e ajuda para tirar boas fotos!

pixlr_20160629174429315
Visita ao Edifício Martinelli

De lá também é possível ver o famoso Banespão, com a bandeira do Estado de São Paulo no topo, que é um marco do centro da cidade.

*Quinta-feira pula porque fui para Araraquara apresentar trabalho num evento!

Sexto dia (sexta)

Na sexta eu não tava muito legal, o tempo seco acabou comigo, mas não podia deixar de ver algumas amigas especiais! O almoço foi com a Penha no restaurante Nutrisom (conheço bem o do Centro, mas descobri que tem outras unidades!), um vegetariano super delicinha com diversidade pra comer à vontade!

À noite fui pra Rua Augusta encontrar a Bianca e acabamos sentando num barzinho pra tomar uma cerveja e comer uma batata frita. Não vou lembrar qual barzinho foi, mas tenho certeza que não vão faltar opções se você resolver fazer o seu rolê pela Augusta!

Sétimo dia (sábado)

Esse foi um dia super especial! Fiz uma oficina de Iniciação à Arquitetura do Papel, na Universidade do Papel, espaço do artista Enrique Rodríguez.

20160702_100238
Mesa pronta pra começar a oficina!

O galpão que abriga a Universidade do Papel é um espaço lindo, cheio das obras do Enrique e equipado para oferecer as oficinas com conforto e todos os materiais necessários.

Sobre as obras em papel nem sei o que dizer, como definir… Talvez uma boa palavra seja “magnífico”. A técnica é única, não é fácil, mas também não é super difícil. Bem, eu consegui, e olhem só o resultado:

Já estou providenciando uma moldura digna, depois mostro pra vocês :)

Oitavo dia (domingo)

Domingo pede almoço na Liberdade! No domingo tem barraquinhas de comida na rua e também diversas opções de restaurantes. O meu queridinho é o Nandemoya, opção com self-service variado e salão amplo apesar da entrada ser bem escondida… rsrs! Gosto bastante por ter peixe cru no buffet por quilo, o que nem sempre encontramos em outros restaurantes.

Resolvi voltar a pé, passeando pelo centro e vi uma São Paulo bem diferente: tranquila e vazia. Marcada pela correria e trânsito frenético, a cidade no domingo estava agradável e adorei passear tranquilamente tirando algumas fotos.

IMG_20160703_181800
Vendo a cidade <3
IMG_20160704_212029
Pelas calçadas do Centro

E aí, qual passeio vocês mais curtiram? Me contem nos comentários!

Quer mais dicas de passeios e atividades pra fazer em São Paulo?

Olha só essa matéria do BuzzFeed:

150 coisas para fazer em São Paulo pelo menos uma vez na vida

Fiz as contas aqui e fiz cerca de 30 coisas dessa lista… ainda tenho muito para descobrir! E você?

Beijos!